Produção de caminhões aumenta mais de 90% no acumulado de 2021

Produção de caminhões aumenta mais de 90% no acumulado de 2021

Por: Santelmo - M&TExpo

Entre os destaques do ano estão os veículos pesados, responsáveis por um crescimento de 95,5% na comparação com os 10 primeiros meses de 2020

Levantamento elaborado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) mostra que a produção de caminhões no último mês de outubro foi de 13,6 mil unidades — resultado que representa uma queda pequena de 1,7% frente a setembro. Porém, no acumulado de 2021 os números são extremamente positivos. Foram produzidos 131,9 mil caminhões nos 10 primeiros meses deste ano, um aumento de 91,2% em relação ao mesmo período de 2020. O volume é o maior para o intervalo de janeiro a outubro desde 2013.

Entre os destaques deste ano estão os veículos pesados, que têm CMT (Capacidade Máxima de Tração) superior a 45 toneladas. Este segmento responde por 64,9 mil unidades fabricadas, números 95,9% superiores na comparação com o mesmo período de 2020. A alta mais expressiva foi observada entre os modelos semileves, que tiveram crescimento de 300%.

“Esse crescimento foi puxado, certamente, pelo comércio eletrônico. No entanto, o volume de semileves produzido é baixo, pouco mais de 1,7 mil unidades. Neste caso, qualquer novo lote ou encomenda resulta em uma grande variação”, analisa Marco Saltini, vice-presidente da Anfavea. Por outro lado, a menor alta foi entre os modelos leves, com 84,3% de crescimento.

Exportações

As fábricas brasileiras comercializaram com o mercado externo cerca de 2,3 mil veículos em outubro, alta de 16,6% frente ao mês de setembro. No acumulado de 2021, o número está em 18,9 mil caminhões — aumento de 86,4% na comparação com os 10 primeiros meses do ano passado. O principal destino dos automóveis são Chile, Peru e Argentina, sendo que os caminhões mais procurados nesses mercados são os pesados e os semipesados.

Melhor outubro em sete anos

O levantamento da Anfavea também mostra que no país foram emplacados 11 mil caminhões, resultando no melhor mês de outubro dos últimos sete anos. No acumulado de 2021, são 106,3 mil veículos licenciados, um crescimento de 50,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Este também é o maior volume de vendas para o intervalo desde 2014. Entre os responsáveis por manter os bons números estão a mineração, a indústria e o agronegócio.