São Paulo cria programa para facilitar aquisição de máquinas

São Paulo cria programa para facilitar aquisição de máquinas

Por: Santelmo - M&TExpo

Com cerca de 2 mil veículos e mil máquinas pesadas disponíveis inicialmente, plataforma digital pretende desburocratizar e promover maior transparência nos processos de compra

Em evento no Palácio dos Bandeirantes, realizado no último dia 22 de fevereiro, o governo de São Paulo lançou a plataforma “Nova Frota – SP Não Para”, ferramenta digital que facilitará para os municípios do estado a aquisição de máquinas, equipamentos e veículos. Com previsão de investimento que ultrapassa a marca de R$ 1 bilhão, a novidade pretende desburocratizar e promover maior transparência nos processos de compra, além de estimular a criação de postos de trabalho (diretos e indiretos) e promover o desenvolvimento econômico regional.

“Os investimentos de hoje somam R$ 1 bilhão para a compra de 3 mil equipamentos. Conseguimos oferecer o maior volume de entregas, na história do governo de São Paulo, de equipamentos para as prefeituras”, afirmou o governador João Doria. Por meio da plataforma, as prefeituras poderão centralizar os pedidos por retroescavadeiras, caminhões basculantes, tratores, motoniveladoras, entre outras máquinas. Também será possível adquirir soluções agrícolas, como tratores, pulverizadores, distribuidores de sementes e arados subsolador.

A ferramenta permitirá, ainda, a compra de ambulâncias, vans, caminhões de coleta e outros veículos. Segundo a administração estadual, na primeira fase, o programa disponibilizará cerca de 2 mil veículos e mil máquinas pesadas. Coordenada pelas secretarias de governo, Casa Civil e Desenvolvimento Regional, a iniciativa também tem apoio das secretarias de Infraestrutura, Direitos da Pessoa com Deficiência, Agricultura e Abastecimento, Saúde e Meio Ambiente. 

“O projeto agilizará essa demanda importante dos municípios paulista, disponibilizando caminhões, ambulâncias e máquinas que vão melhorar a qualidade de vida da população”, disse Marco Vinholi, responsável pela pasta de Desenvolvimento Regional, indicando que a iniciativa está entre as premissas do governo de usar a tecnologia para descentralizar ações e fortalecer o poder local. Todas as 645 cidades de São Paulo estão aptas a utilizar a plataforma.

Para usar a ferramenta, as prefeituras precisam realizar a inscrição no site do programa. Na sequência, a Secretaria de Desenvolvimento Regional enviará os dados para login e senha. Com o acesso liberado, os gestores municipais informam suas necessidades e posteriormente realizam a compra por meio de convênios firmados com as secretarias que estão no programa.