Vale investirá US$ 100 milhões em sustentabilidade na mineração

Vale investirá US$ 100 milhões em sustentabilidade na mineração

Por: Santelmo | Imagem:  brasilminingsite

Empresa vai criar uma subsidiária para buscar novas tecnologias e oportunidades de negócios que possam ser incorporadas às suas operações 

A Vale revelou, no último dia 08 de junho, a criação de uma iniciativa de corporate venture capital para investir em startups que tenham como foco o desenvolvimento de soluções sustentáveis que possam ser aplicadas na mineração. Com o objetivo de mitigar os danos ambientais oriundos da atividade, a empresa vai aplicar US$ 100 milhões nesse projeto. Com isso, além de buscar novas tecnologias e oportunidades de negócios, a companhia pretende procurar por inovações que possam ser incorporadas às suas operações (com foco no ESG). 

Batizada de Vale Ventures, a nova subsidiária almeja adquirir uma participação minoritária de startups voltadas à descarbonização da cadeia da mineração, à mineração do futuro, aos metais de transição energética e à mineração sem resíduo. Para Viktor Moszkowicz, líder desse fundo, a intenção é colaborar com startups que tenham visão futura e desenvolvam ideias interessantes para lidar com os monumentais desafios do setor. “Ao montarmos um portfólio com soluções disruptivas, podemos gerar retorno estratégico e financeiro, além de criar novas oportunidades de negócios e conhecimento para os clientes, a Vale e a sociedade”, detalha.

Temas

Dentro do tema descarbonização na cadeia da mineração, a Vale pretende investir em soluções que minimizem a emissão de carbono em todas as suas operações. Já no quesito mineração sem resíduos, a intenção é diminuir a quantidade de materiais que são encaminhados para o descarte durante a exploração mineral — ação que além de ser ambientalmente responsável, também pode auxiliar na geração de novos fluxos de renda.

No campo dos metais de transição energética, as startups devem propor soluções que contribuam com uma produção que aproveite totalmente as fontes de energia limpas e renováveis, ou então, que busquem acelerar o uso dos metais neste segmento. Por fim, no último tema — mineração do futuro — a intenção é procurar por tecnologias que permitam o desenvolvimento de cadeias produtivas digitalizadas, o que deve garantir um maior nível de eficiência e automação em todos os tipos de operações e atividades de mineração da Vale.